CUT Brasil, a Unidade que fortalece a luta dos/as trabalhadores – por Eliezer Gomes*

Com o Prestígio de Dilma, Lula e Mujica, a CUT avança e reafirma sua luta por mais direitos e Democracia.

1-75f74de353ba9d2d653e586baf4702cdNos dias 13, 14, 15, 16 e 17 de outubro de 2015, nas amplas dependências do Centro de Convenções Anhembi, em São Paulo (SP), a Central Única dos Trabalhadores – CUT, 5ª maior central sindical do mundo, realizou seu 12º Congresso – -12ºCONCUT, com a participação de aproximadamente 2.500 delegados/as representando todos os estados brasileiros e todos os ramos de trabalhadores/as que laboram em nosso país.

Além da expressiva participação das delegações, o 12º congresso contou ainda com a participação de 216 delegações internacionais que vieram prestigiar a CUT e a luta dos/as trabalhadores/as brasileiros/as.

Os principais temas nacionais e internacionais foram exaustivamente debatidos durante o congresso que recebeu em sua abertura, a presidente Dilma Rousseff, ministros de estado, parlamentares, o prefeito de São Paulo Fernando Haddad, dirigentes de outras centrais sindicais do Brasil e os ex-presidentes Lula e Mujica, do Brasil e do Chile respectivamente, que em noite memorável discursaram fortemente em defesa da democracia brasileira e pelos direitos dos/as trabalhadores/as, com destaque para o discurso da presidente Dilma, que durante uma hora na tribuna fez uma retrospectiva dos últimos 13 anos, período compreendido entre os governos LULA /DILMA.

Dilma, uma postura firme contra o golpe

1-03Bastante aplaudida desde a sua entrada no plenário, Dilma, além de demonstrar com fatos reais e números consolidados os avanços sociais e econômicos alcançados em ambos os governos, fez questão de dizer que o seu governo tem um compromisso efetivo com o povo brasileiro, enfatizando a defesa da democracia, os direitos dos trabalhadores e a soberania nacional.

A presidente Dilma concluiu seu discurso, aliás, inaugurando um novo tom, saindo do estilo técnico e de defesa, para uma postura firme  desafiando aqueles que tentam de forma sórdida gerar o golpe político no Brasil; disse a presidente: “…o ódio e a intolerância deles não é contra mim, mas, contra o nosso projeto que é de conquistas e avanços sociais nunca dantes visto neste país, onde inegavelmente trouxe para o nosso povo, democracia, dignidade, mais direitos e inclusão social (…) eu pergunto, continuou: quem tem moral neste país, para atingir a minha dignidade, quem?

Vagner Freitas, por Democracia e Direitos Trabalhistas

1-10O Bancário Vagner Freitas, reeleito presidente da CUT, em seu discurso na abertura política do congresso declarou, de forma veemente, o compromisso da Central com a Democracia e pelos direitos conquistados pelos/as trabalhadores/as, bem como pela luta permanente na ampliação dos mesmos. Vagner deixou claro que a CUT é dos/as trabalhadores/as e toda e qualquer ameaça que a eles/as cheguem serão motivos de mobilização e resistência.

Além do discurso firme, o presidente da CUT apresentou propostas para o enfrentamento da crise que afeta, não só o Brasil, mas, parte significativa das nações, inclusive, entregando, na oportunidade, ao ministro do trabalho e previdência social, Miguel Rossetto (presente ao evento), um documento contendo algumas dessas propostas.

Uma central de todas as lutas

1-08Durante, o 12ºCONCUT, que teve como tema oficial – EDUCAÇÃO, TRABALHO E DEMOCRACIA – através das mesas temáticas, foram realizados vários debates e atividades com os principais temas nacionais e internacionais, dentre os quais: Seminário Internacional com a participação de delegações de vários países – lançamento da jornada anti-imperialista e 10 anos de derrota a ALCA – Mística de abertura com lançamento DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES – Conjuntura Internacional e Nacional – A defesa da Democracia e dos Direitos – Relatório da Comissão da Verdade – Economia Brasileira: crise e política econômica alternativa – Proposta da CUT para a crise econômica – Educação no Brasil: questões atuais – Políticas Públicas (educação, políticas públicas) e políticas permanentes da CUT (resoluções do 8º Encontro de mulheres da CUT) – Projeto político – organizativo – Plano de Lutas.

Paridade e unidade, uma CUT maior

1-003No ultimo dia de trabalhos, o 12ºCONCUT elegeu, por unanimidade, a sua nova direção que estará à frente da CUT durante o quadriênio 2015/2019. Foi um momento muito especial do congresso, momento este, histórico pela consolidação da paridade entre homens e mulheres (fato inédito), e pela consolidação da UNIDADE da Central Única dos Trabalhadores.

*Secretário de Relações Internacionais da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comercio e Serviços – CONTRACS-CUT

Paridade entre homens e mulheres protagoniza um novo paradigma. A CUT protagoniza

Paridade entre homens e mulheres, um novo paradigma. A CUT protagoniza

Democracia e participação, uma máxima da CUT

Democracia e participação, uma máxima da CUT

Lula e Mujica com o prefeito Haddad, prestigiando o 12}concut

Lula e Mujica com o prefeito Haddad, prestigiando o 12ºconcut

O mais importante congresso da central

O mais importante congresso da história da central

Delegações internacionais. Solidariedade entre os trabalhadores de todo o mundo.

Delegações internacionais. Solidariedade entre os trabalhadores de todo o mundo.

Parte da delegação da CONTRACS-CUT

Parte da delegação da CONTRACS-CUT

Comerciários da Paraíba, presente.

Comerciários da Paraíba, presentes.

Um momento com a AFL-CIO

Um momento com a AFL-CIO

Paraíba, presente

Paraíba, presente

Fetracom-PBRN e SINECOM-JP

Fetracom-PBRN e SINECOM-JP

Mais Paraíba lá.

Mais Paraíba lá.

O Brasil todo estava lá.

O Brasil todo estava lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *