Walter Santos comenta fracasso em ato pró-Moro e sucesso pró-Lula

Para Walter, “Está comprovado que o Juiz só agiu contra Lula e o PT,”.

walter SantosO jornalista Walter Santos comenta neste domingo o “fracasso pró-Moro” e o “sucesso pró-Lula” em manifestações realizadas no país. Para Walter, “Está comprovado que o Juiz só agiu contra Lula e o PT,”.

Leia:

‘Reviravolta: fracassa ato pró-Moro e multidão ouve Lindbergh em J.Pessoa: Lula será candidato.

Aos poucos e de forma contundente, o Brasil convive com a Reviravolta Política não só reparando fatos gerados da Lava Jato como construindo no inconsciente coletivo nacional que o Juiz Sergio Moro agira partidariamente a serviço da Direita e de instituições americanas para punir Lula e o PT, exclusivamente, e no paralelo destruir a indústria brasileira competitiva.

Aos poucos se consolida a imagem de falso brilhante em Sérgio Moro.

Está comprovado que o Juiz só agiu contra Lula e o PT, sem nenhuma prova a justificar tremenda perseguição sistemática, enquanto foi benevolente com Lideres do PSDB, PMDB, a exemplo de Michel Temer, Aécio Neves, José Serra, Eduardo Cunha, etc, todos flagrados em atos de desvios de recursos.

FRACASSO PRÓ MORO; SUCESSO PRÓ LULA

Sábado para ficar marcado na História, não só de Maringá, terra de Sérgio Moro, como da nova fase politica do Brasil, porque enquanto fracassou o ato do MBL a favor de Moro, em João Pessoa, no sábado à noite, ato público do PT pró Lula com a presença do senador Lindbergh Farias superlotou a Praça da Paz, no bairro Bancários, de Classe Média.

No caso de Maringá, o ato pró Moro envolveu todo poder econômico da Associação Comercial com participação de Silvio Barros, irmão do ministro da Saúde Ricardo Barros, bem como com apoio de Homero Marchese, propagandas pagas em jornais e outdoors, mesmo assim fracassou.

Em João Pessoa, sem o uso da máquina e da estrutura empresarial e sindical, o ato politico em favor do Petista em comparação ao de Maringá expôs a reversão da tendência politica com a adesão continuada de setores da Classe Média, antes contra Lula e o PT.

Na prática, a mudança de rumo amplia a rejeição a Moro por seu papel ideológico em desserviço ao Brasil pelo vinculo com os interesses internacionais e dos EUA, ao tempo que Lula se credencia como imbatível.

Há um novo sopro politico no Brasil a intimidar a manifesta prévia intenção do TRF-4 de punir Lula com apoio nacional e respaldo internacional.’

Da Redação – wscom.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.