Lula é a bala de prata em eleições diretas juvenis, por João Costa*

João costaO alvo, desde o início, sempre foi o mesmo: Luiz Inácio. Mas pelo caminho, o vendaval destroçou Dilma, Serra, Aécio e, agora, Temer – um títere que esperneia e reage aos seus associados e patrocinadores.
Quanto mais acuado, mais perigoso. Esta será uma semana de alquimia política. Os patrocinadores do golpe vão rifá-lo para encontrar uma fórmula de prolongamento da patranha que derrubou Dilma Vana.

Continue reading

ROBERTO CAVALCANTI SABE DAS COISAS, por Flávio Lúcio Vieira*

Flavio LucioO desespero da turma do andar de cima com a possibilidade cada mais inevitável de Lula voltar à Presidência é grande. O artigo que Roberto Cavalcanti assina hoje no jornal Correio da Paraíba é, antes de tudo, uma louvação à Justiça partidária, uma homenagem ao justiçamento político, quase um apelo desesperado para que Sérgio Moro cumpra logo o desígnio no papel para o qual foi escalado.

Como nesse caso o trabalho de Moro não será suficiente para que, sozinho, entre no panteão dos heróis da Casa-Grande, a turma de juízes do TRF-4, de Porto Alegre, assim que chegar sua vez, será transformada na última esperança daqueles Continue reading

24 de maio de 2017 – O Massacre de Brasília, Um Relato de Quem Estava lá, por Eliezer Gomes*

Manifestação3Exatamente as 16 horas do dia 23 de maio de 2017, partimos de São Paulo com destino à capital do Brasil, Brasília – DF. Éramos uma caravana formada por 30 pessoas, entre homens e mulheres, jovens e adultos, e ocupávamos um micro-ônibus.

O motivo de nossa ida ao planalto central era o de participar da grande manifestação pública contra as reformas trabalhista e previdenciária convocada pelas centrais sindicais e outras organizações populares além de protestar pacificamente, porém, com firmeza, contra o governo ilegítimo e corrupto instalado no palácio do planalto, e exigir sua deposição propondo, em contrapartida, o estabelecimento, por parte dos poderes legislativo e judiciário, do processo de eleições #diretas já. Continue reading

Operação Zumbi, por Jaldes Reis de Menezes*

jaldesNa crise, os dias valem por anos e as nuvens sempre mudam de desenho. Sem dúvida, a partir das revelações do empresário Joesley Batista (da poderosa JBS), o governo Temer virou um Zumbi à deriva. Quem conhece do assunto, sabe que os zumbis lutam para sobreviver assombrando, e se possível destruindo. No dia de hoje, há uma operação organizada de manutenção do “governo Zumbi”.

O principal objetivo da “operação Zumbi” é ganhar tempo, conter a debandada dos ratos da embarcação, encontrar algum pedaço de madeira e ancorar em alguma ilha da fantasia perdida no espaço. A operação Zumbi reúne todos os ingredientes de acabar em desastre. Mas não é o caso de subestimar. Essa máfia do Temer tem experiência em atuar contra a parede (lembrem-se da delação de Sérgio Machado, na qual Romero Jucá entregou o roteiro do Impeachment). Cinismo e óleo de peroba não falta a esse pessoal. Continue reading

Moro solta Youssef que seria condenado a 121 anos de prisão e cumprirá 3 anos em domiciliar

youssefUma das armas mais potentes contra a reeleição de Dilma Rousseff em 2014, o doleiro Alberto Youssef, pivô da Lava Jato, conseguiu reformular seu acordo de delação premiada no Supremo Tribunal Federal e vai cumprir em sua casa, com autorização e sob as regras de Sergio Moro, os últimos quatro meses que faltam para completar três anos de regime fechado. Continue reading

Nem Moro esmagou Lula nem o inverso. Mas só um feriu a lei ontem, por Reinaldo Azevedo*

moro-com-lulaInfelizmente, a maioria das perguntas do juiz nada tinha a ver com processo no qual depunha o petista. Isso é ruim para a democracia e bom para as esquerdasPor Reinaldo Azevedo

Os dias andam agitados demais. Coisas em excesso, demandas as mais variadas. Mas vamos lá. É claro que eu iria, como faço agora, escrever um texto com a minha avaliação sobre o depoimento prestado pelo ex-presidente Lula ao juiz Sergio Moro, em Curitiba. Continue reading

Temer financia bancos com dinheiro público; Itaú, Bradesco e Santander bateram recorde de lucro e tiveram dívidas perdoadas

Lucros dos bancosDurante reunião nesta terça-feira (09/Maio), a portas fechadas, no palácio do Planalto, com lideres políticos da sua base aliada e outras autoridades, para apressar as reformas trabalhistas e da Previdência, o patético e corrupto presidente da República do Brasil – que atende pelo nome de Michel Temer – finalmente disse alguma coisa inteligente: “Até parece que chegamos aqui para destruir os trabalhadores.” Folha de São Paulo, 09/Maio/2017. Continue reading

Organização Internacional diz que reforma trabalhista gerará desemprego e desmente Temer

Reforma trabalhistaNão há evidências de que a reforma trabalhista em estudo no Brasil conseguirá gerar empregos. A avaliação é do diretor da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Peter Poschen. O dirigente criticou o discurso de que o País vai “modernizar” a legislação trabalhista, mas sem estabelecer um objetivo. “Concordo em modernizar, mas parece que o objetivo é bem vago”, disse. Continue reading

As manchetes sonegadas e o fascismo, por Tarso Genro*

“Mídia tradicional promove linchamentos no melhor estilo da imprensa stalinista, contra os “inimigos do povo soviético” e da imprensa nazi-fascista”.Artigo de Tarso GenroAs delações premiadas são confissões-informações prestadas por cidadãos que já reconhecem ter cometido delitos e pretendem, através de uma colaboração formal com o Ministério Público e o Poder Judiciário, obter reduções significativas de penas e até condições especiais para o cumprimento das mesmas. Defendo que o instituto da “delação” -usado com as devidas cautelas constitucionais- pode ser um bom instrumento para nortear investigações e constituir provas para comprovar delitos de difícil aferição. Continue reading

A anatomia da mentira deslavada – Denúncia de Marcelo Odebrecht contra Lula é uma farsa

Marcelo-OdebrechtPor Bajonas Teixeira, colunista do Cafezinho

A primeira coisa que chama atenção na denúncia de Marcelo Odebrecht, é que já começa com duas versões, as duas contadas pelo mesmo Marcelo: primeiro diz que destinou a Lula 35 milhões mas, logo depois, sobe esse valor para 40 milhões. E faz isso sem explicação nenhuma. A hipótese mais provável é que essa falta de explicação tenha uma boa explicação: agradar à Lava Jato e angariar os benefícios de uma delação premiada. Continue reading